Hematologista: médico das doenças do sangue

Hematologia é a especialidade que trata das doenças do sangue. Desde as mais comuns, como as anemias, até doenças neoplásicas, como leucemias e linfomas, cânceres das células do sangue. Compreenda melhor a atuação do hematologista.

Tamanho da letra:
A
A
  
  
Link permanente:
    
Publicado em: 11/12/2007

O sangue é uma parte do corpo e, como tal, também pode ser atingido por doenças e problemas que vão repercutir em todo o organismo. Quando isto ocorre, o médico especialista indicado para realizar o tratamento é o hematologista.

?Hematologia é a especialidade que trata das doenças do sangue. Desde as mais comuns, como as anemias, até doenças neoplásicas, como leucemias e linfomas, que são cânceres das células do sangue?, explica Marcinda da Silva Araújo*, hematologista da Med Imagem e Oncomédica.

Segundo a especialista, as anemias, normalmente, são benignas e podem ser tratadas com reposição de ferro e vitaminas. Já nos casos de leucemia, o tratamento envolve quimioterapia e, quando há indicação, o transplante de medula óssea.  Diferente de outros tipos de cânceres, nos quais a quimioterapia é prescrita por um médico oncologista (especialista no tratamento de tumores), na leucemia, o acompanhamento do tratamento é todo feito pelo hematologista.

?Prescrevemos os medicamentos da quimioterapia e também somos nós que realizamos o transplante de medula óssea, quando há indicação?, frisa Marcinda Araújo. Sendo que, no último caso, o hematologista precisa ter uma especialização em transplante de medula óssea.

A leucemia é uma doença relativamente rara, que atinge os glóbulos brancos do sangue. São estes glóbulos, chamados também de leucócitos, os responsáveis pela defesa do organismo contra infecções. A leucemia se caracteriza pela substituição das células sanguíneas normais, por células sanguíneas jovens e anormais, que proliferam e prejudicam ou impedem a formação adequada do sangue, reduzindo a quantidade de glóbulos brancos no organismo, bem como de glóbulos vermelhos e plaquetas, deixando o organismo vulnerável a infecções e sangramentos.
 
Ainda não se sabe as razões que poderiam motivar o surgimento da leucemia. Mas se sabe que a anemia não é uma delas. ?É importante explicar que a anemia não é causa para surgimento de leucemia. Na verdade, a anemia é um conjunto de sinais e sintomas conseqüentes da diminuição das hemácias(células vermelhas do sangue),em decorrência  da leucemia, podendo surgir quando o câncer já se instalou. Mas não é verdade que a anemia não tratada evolua para uma leucemia?, explica Marcinda Araújo.

A médica destaca que, além da anemia, o organismo dá outros sinais que podem indicar a presença da leucemia. São eles: cansaço injustificado, taquicardia, palidez, manchas roxas na pele, sangramentos, etc. A especialista faz uma ressalva: ?Lógico que a maioria das anemias nada tem a ver com leucemia. Mas por vezes, a anemia pode sinalizar que a leucemia se instalou?, esclarece.

O diagnóstico da doença é feito a partir de exames de sangue e da medula óssea. Depois disso, inicia-se o tratamento, que vai variar de caso para caso, uma vez que existem diversos tipos de leucemias, com manifestações diferentes. Geralmente, a primeira indicação é de quimioterapia, com a utilização de medicamentos que irão combater as células cancerígenas. A partir da resposta à quimioterapia, do tipo de leucemia e das condições clínicas do paciente, pode ser feita ou não a indicação de transplante de medula óssea.

É na medula óssea que ocorre a formação das células sanguíneas, e é lá que se manifesta a substituição das células normais, por células anormais, o que caracteriza a leucemia. Por isso, quando possível e necessário, é feita a substituição da medula óssea do doente por uma outra saudável, através do transplante.

?O procedimento de transplante da medula óssea é semelhante ao de uma transfusão de sangue, mas com outras complexidades, relacionadas ao preparo do paciente e à aceitação da nova medula pelo organismo do receptor. Por isso o hematologista realiza todo o procedimento?, destaca Marcinda. Antes do transplante, é realizado o recolhimento da medula saudável do doador(transplante alogênico),ou do próprio paciente(transplante autólogo).

Redome

Qualquer pessoa com idade entre 18 e 55 anos e que não seja portadora de doença infecciosa ou incapacitante pode doar medula óssea. No Piauí, os interessados podem se cadastrar como doadores no Hemopi.

A partir disso, o nome do possível doador constará no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome). Sendo constatada a compatibilidade da medula com algum portador de leucemia em qualquer lugar do país, o transplante poderá ser realizado.

O procedimento de doação da medula consiste na retirada da medula do interior de ossos da bacia, por meio de punções ou coleta por aférese, que é semelhante a coleta de sangue feita  para doação. O habitual é que em 24h o doador já esteja de volta a suas atividades normais.

 

 

* A hematologista Marcinda da Silva Araújo é formada em medicina pela Universidade Federal do Piauí, com especialização em hematologia pelo Hospital das Clínicas de São Paulo. A médica atende na Med Imagem e Oncomédica.


Clarissa Poty
11.12.2007

Comentários
sheila
06 de Fevereiro de 2015
No exame de coagolograma do meu filho deu alterações o que pode ser isso?
Sheyla Oliveira
26 de Maio de 2015
Ola, meu filho de 11 anos nas primeiras semanas de abril ate a semana passada estava sempre sentindo algo dor, fraqueza, febre ..etc.. no dia 17 de abril ele fez um exame de sangue e deu infeqçao tomo remedio porem nao melhoro novamente fez exame de sangue nao consto mas a infeqçao porem a medica q vem acompanhando o caso u, dia sim um dia nao pediu um exame de sangue hj ela me disse q ... as plaquetas estao num tipo de gangora e ela nao sabe o q pode ser ele nao tem infeqçao nem um tipo de alteraçao no sangue q a doutora acho algo considerado porem ela me deu uma guia para passar com um especialista do sangue. Disse tbm q e uma ipotese bem longe seria uma leucemia... vc pode me dizer o q pode ser uma alteraçao de plaquetas ?? E onde acho medicos especialiazo assim como vc para q eu possa passar meu filho .....Desde ja Obrigada
Simone
01 de Junho de 2015
Bom boa noite.queria saber uma pergunta .meu esposo esta com muito anemia .esta Frago difícil pra alimentar .não pode ver cheiro de comida .esta cor amarela .esta tomado sulfado ferrosa a tempo.e tem dodeiras .o que eu fazo .qual medico procurar .trabalhar ele vai mas não comer no serviço .em casa eu fazo suco de beterraba com suco.pelo amor de deus mim ajude.obrigada..
maritania
24 de Junho de 2015
O meu exame deu leocopemia sera que e perigoso fiquei procupada
Rose
13 de Julho de 2015
Boa Noite
Estou com ANEMIA e tireóide altíssima.
Preciso de ajuda, me sinto fraca, tenho fome, como bem, estou tomando ferro na veia, mesmo assim corpo fica ruim já estou indo no Endócrino.
anapaulalinsgaviorno
25 de Julho de 2015
fiz um exame de sangue ige deu muito alto sendo que o normal para um adulto e 25 o meu deu 290.30 pode ser algo serio o alergista não falou nada só que to com alergia no sangue mais não me explicou nada oque pode ser
Deixe seu comentário
Nome *
Email *
Seu comentário *
Saiba mais
Sacada legal
Não tema crescer lentamente. Tenha medo apenas de ficar parado.
- Provérbio chinês
Onde estamos
Rua Paissandu, 1894 - Centro
CEP: 64001-120 / Teresina-PI
Segunda a Sexta de 7h as 19h
(86) 3216-1122