Câncer raro de mama pode ser confundido com alergia

A doença de Paget é um câncer de mama raro que difere apenas na sua apresentação. Ao contrário do tipo mais comum, que aparece em forma de nódulos, o problema se caraterizada por uma lesão na auréola, em volta do bico do seio.

Tamanho da letra:
A
A
    
Links permanentes:
    
Publicado em: 01/10/2007

A doença de Paget é um câncer de mama raro que difere apenas na sua apresentação. Ao contrário do tipo mais comum, que aparece em forma de nódulos, o problema se caraterizada por uma lesão na auréola, em volta do bico do seio.
 
A patologia é facilmente confundida com uma alergia, em função da semelhança dos sintomas: vermelhidão e coceira constante no local. A suspeita da doença se torna ainda maior se a coceira ou irritação acometer apenas um dos seios, e especialmente se não desaparecer em curto espaço de tempo com as medicações usadas habitualmente para as dermatites alérgicas. Especialistas alertam para a avaliação correta dos sintomas e a precisão do diagnóstico.
 
Inicialmente, a doença de Paget se localiza apenas na pele da região da auréola do seio. No estágio mais avançado, são freqüentes as feridas (parecidas com pequenas espinhas), que acometem não só a auréola, mas também o bico.
 
Dores e secreção, além de intenso desconforto, são outros sintomas regulares. Mais comum após a faixa etária entre 40 e 45 anos e após os 65, a patologia também pode evoluir para pequenas ulcerações (feridas que não cicatrizam).
 
O oncologista e ex-diretor médico do Centro Estadual de Oncologia (Cican), na Bahia, Cléber Gomes, explica que a enfermidade se dissemina no tecido subcutâneo, embaixo da camada da pele.
 
O nome da doença de Paget se refere também a uma doença óssea metabólica, que não tem relação com a patologia da mama. O especialista afirma que são doenças distintas, que não devem ser confundidas. "A doença dos ossos é benigna e geralmente acomete os idosos. Não tem nenhuma ligação com o câncer de mama", assinala. Gomes informa que, como a doença de Paget é uma espécie de variação do câncer na mama, ela também é tratada através da remoção cirúrgica de todo o tumor.
 
O especialista assinala que somente a avaliação médica poderá indicar se existe a necessidade de realizar a biopsia. Geralmente, o procedimento, que é feito sob anestesia local, poderá confirmar o diagnóstico.
 
Além do exame, a mamografia também é realizada na fase mais avançada da doença, ajudando a detectar lesões na parte interna da mama, que nem sempre são descobertas no exame de apalpação. Gomes assinala que, embora costume ser proveniente do câncer de mama, a doença de Paget também pode apresentar o aspecto de uma erupção vermelha e como se fosse uma crosta na virilha ou em torno do ânus. O tumor também pode se originar nas glândulas sudoríparas próximas dessas regiões.
 
O auto-exame para a prevenção do câncer de mama pode também ajudar as mulheres a detectar esse tipo raro de tumor.

Fonte: Correio da Bahia
Edição: Clarissa Poty
01.09.2007

Comentários
Nenhum comentário cadastrado. Seja o primeiro!
Deixe seu comentário
Nome *
Email *
Seu comentário *
Saiba mais
Sacada legal
"Passado não é aquilo que passa, é aquilo que fica do que passou".
- Alceu de Amoroso Lima
Onde estamos
Rua Paissandu, 1894 - Centro
CEP: 64001-120 / Teresina-PI
Segunda a Sexta de 7h as 19h
(86) 3216-1122